Indústria extractiva cresce 32% mas não passa ao lado da crise

O sector da indústria extractiva, onde está depositada a confiança por um Moçambique melhor nos próximos anos, cresceu 32% em 2017. Porém, mesmo assim, viu o desempenho de importantes recursos, como o gás natural e as pedras preciosas a desacelerar. A produção industrial, movida pelo bom desempenho das bebidas, registou uma realização de 101.9%.

0 36

O balanço do Plano Económico e Social (PES) 2017 diz que a indústria extractiva teve um crescimento assinalável, o correspondente a 32.4%, influenciado pela subida dos preços dos minerais no mercado internacional e o reinício de produção de algumas unidades, a nível nacional.

No total, foram planificadas para o ano 2017, um total de 11,080,365 toneladas de carvão mineral (coque e térmico), dos quais foram produzidas 11,777,763 toneladas, correspondente a uma realização de 106.29%.

Na área dos hidrocarbonetos, a produção do Gás Natural foi de pouco mais de 192 milhões de Gj, o que corresponde a uma realização de 97.67%. Em comparação com o ano 2016, a produção de gás natural decresceu na ordem de 0.94%.

No que diz respeito aos Minerais Metálicos, o documento aponta que a produção situou-se em 1,6 milhões de toneladas, correspondente a uma realização de 108.23%. Em comparação com o ano anterior, a produção decresceu em (1.93%), com destaque para a produção de 1,3 milhões de toneladas de Ilmenite e 2,3 mil toneladas de ouro.

Relativamente a área de Pedras Preciosas e Semi-preciosas, a produção situou-se em 5,6 milhões de toneladas, o correspondente a uma realização de 56.10%. Em comparação com o período homólogo, a produção decresceu em 31.96%. Apesar deste subsector, no geral, ter registado um desempenho negativo destaca-se a produção de 115,333.90kg de Granada refugo e 508,80 Kg de Águas Marinhas Refugo, o correspondente a uma realização acima de 2,292.46% e 3.39%, respectivamente.

 

PRODUÇÃO INDUSTRIAL SUPERA AS METAS

 

Produção de cerveja cresce 12,2 %

Em 2017, a Produção Industrial atingiu o valor de 82 biliões de meticais, de um plano anual de 80 biliões de meticais, correspondendo a uma realização de 101.9%, impulsionado principalmente pelas divisões Alimentar com um crescimento de 4,0%, Bebidas (17,6%), Minerais N/Metálicos (4,9%), Metalurgia de Base (1,7%) e Outras Indústrias Transformadoras (33,9%).

A indústria alimentar, por exemplo, tem vindo a dinamizar o crescimento da Produção Industrial, influenciada, entre outros factores, pelo crescimento na produção dos grupos de Abate de Animais e Conservas de Carnes, Preparação e Conservas de Peixes e Crustáceos, das Conservas de Frutas e Produtos Hortícolas, dos Óleos, Lacticínios, Cereais, Padaria e Pastelaria, e Alimentos p/ Animais. Já a Indústria de Bebidas, o seu crescimento foi influenciado pela produção de refrigerantes e cerveja que tiveram um crescimento de 44.5% e 12.2% respectivamente.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com