Grupo Anadarko Petroleum emprega mais de 4.700 moçambicanos

0 8

O projecto de extracção e liquefação de gás natural liderado pelo grupo americano Anadarko Petroleum emprega já, directa e indirectamente, através das empresas prestadoras de serviços mais de 4.700 trabalhadores moçambicanos ou 94% da mão-de-obra total, informou em comunicado a subsidiária de Moçambique.

“O recrutamento e a formação de mão-de-obra moçambicana é um dos pilares da nossa política de conteúdo local”, disse Steve Wilson, director-geral da Anadarko Moçambique Área 1, Ltd, para acrescentar que a maior parte dos trabalhadores está baseada no local do projecto, na península de Afungi, na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, e a parte restante nas instalações do grupo em Maputo.

Wilson disse ainda que a aquisição local de bens e serviços moçambicanos é também outro pilar da política de conteúdo local, “pois, além de substituir importações de custo elevado, pode ser um importante catalisador para facilitar a criação de emprego para os moçambicanos e para o crescimento económico do país.”

 

Anadarko anuncia contrato de compra e venda de GNL com a Shell

 

A Anadarko Petroleum Corporation (NYSE: APC) anunciou que a empresa Mozambique LNG 1 Pte Ltd., a entidade comercial de propriedade conjunta dos co-investidores da Área 1 de Moçambique, assinou um Contrato de Compra e Venda (CCV) com a Shell International Trading Middle East Ltd. (Shell). O CCV é de 2 milhões de toneladas por ano (MTPA) por um período de 13 anos.

“Estamos bastante satisfeitos em anunciar este CCV com a Shell, que se baseia em acordos previamente anunciados e que eleva as nossas vendas totais de longo prazo para 7,5 MTPA, com contratos adicionais esperados num futuro próximo”, disse Mitch Ingram, vice-presidente executivo da Anadarko para o pelouro Internacional, Águas Profundas e Pesquisa.

“Com a expectativa de uma crescente procura de GNL em todo o mundo nos meados da próxima década, a forte reputação global da Shell em GNL, combinada com os recursos significativos e a localização geográfica favorável do GNL em Moçambique, cria uma oportunidade única para disponibilizar aos clientes um fornecimento fiável a longo prazo de energia limpa. A Mozambique LNG está extremamente satisfeita por ter a SHELL a bordo como um dos clientes de base, e o contrato com a SHELL aumenta a nossa crescente lista de clientes de alta qualidade, demonstrando o excelente progresso que estamos a fazer em direcção ao nosso objectivo declarado de tomar uma decisão final de investimento durante o primeiro semestre deste ano. Estamos confiantes que, através deste contrato, o GNL de Moçambique encontrará o seu caminho para um número diversificado de mercados a nível global.”

O Projecto Mozambique LNG, operado pela Anadarko, será o primeiro desenvolvimento de GNL onshore em Moçambique, inicialmente composto por dois módulos de GNL com capacidade total de 12,88 MTPA para apoiar o desenvolvimento dos campos Golfinho/Atum, localizados integralmente na Área 1 Offshore.

A Anadarko Moçambique Área 1, Lda, subsidiária integral da Anadarko Petroleum Corporation opera a Área 1 Offshore com uma participação de 26,5%. Os co-investidores incluem a ENH Rovuma Área Um, S.A., (15%), Mitsui E&P Moçambique Área1 Ltd. (20%), ONGC Videsh Ltd. (10%), Beas Rovuma Energy Moçambique Limitada (10%), BPRL Ventures Moçambique B.V. (10%), PTTEP Moçambique Área 1 Limitada (8,5%).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com