Vulcan revê contratos com fornecedores devido à queda do preço do carvão no mercado internacional

3.750

- Publicidades -

A mineradora de origem indiana, que explora as minas de carvão da província de Tete, centro de Moçambique, está a rever os seus contratos com vários fornecedores de bens e serviços, devido à queda “dramática” dos preços do carvão no mercado internacional

“No final de Abril de 2022, ano em que a indiana Vulcan iniciou a extracção de carvão em Tete (após a saída da brasileira Vale), o preço do mineral no mercado internacional era de 328 dólares por tonelada. No entanto, nos meses seguintes, o carvão valorizou consideravelmente, atingindo os 408 dólares (em Maio), 387 dólares (em Junho) e 405 dólares (em Julho)”, revelam os dados divulgados pelo site Trading Economics, e consultados pela Agência de Informação de Mozambique (AIM).

De acordo com a fonte, no final de Agosto de 2022, o preço subiu ainda mais, para 436 dólares por tonelada. Contudo, desde então, o valor do carvão caiu drasticamente, situando-se actualmente nos 147 dólares por tonelada.

“A queda drástica começou no início de 2023, ou seja, em Janeiro o preço caiu para 236 dólares por tonelada, tendo vindo a cair ainda mais para 189 dólares em Fevereiro e 180 dólares em Março. Em Abril, o valor subiu ligeiramente, situando-se nos 191 dólares, mas em Maio voltou a registar uma queda para 131 dólares. Nos meses de Junho, Julho e Agosto, os preços verificaram novamente uma oscilação, fixando-se nos 127, 137 e 147 dólares, respectivamente”, explica o site.

Com o seu baixo valor no mercado internacional, as exportações de carvão internamente caíram no primeiro trimestre de 2023, tal como ilustram os números publicados há poucos dias pelo Banco de Moçambique (BM) no seu Relatório Trimestral da Balança de Pagamentos.

Segundo o BM, as receitas provenientes das exportações de carvão caíram de 540 milhões de dólares no primeiro trimestre de 2022 para 460 milhões de dólares, no mesmo período deste ano.

A queda do preço do carvão (entre outras commodities importantes) no mercado internacional reflecte as perspectivas de um abrandamento do crescimento da economia mundial.

A Vulcan é uma empresa privada indiana que faz parte do Jindal Group, com um valor de mercado de 18 mil milhões de dólares, e que antes já estava presente em Moçambique, operando a mina Chirodzi, localizada também na região de Tete.