Vodacom e Alto Comissariado da África do Sul impulsionam educação digital em Namaacha

18.150

- Publicidades -

A Vodacom Moçambique e o Alto Comissariado da África do Sul em Maputo ofereceram, esta terça-feira, 18 de Julho, uma sala de informática devidamente apetrechada com computadores e internet gratuita à Escola Secundária de Namaacha, na província de Maputo. A oferta surge na prossecução do programa Vodacom Faz Crescer – a maior iniciativa de investimento social da telefonia para o sector da educação, cujo objectivo é promover a inclusão e literacia digital nas escolas secundárias públicas do país, como forma de contribuir para a melhoria do acesso e das condições de ensino e aprendizagem.

Este laboratório de informática, oferecido em parceria com o Alto Comissariado Sul-Africano em Maputo, num esforço conjunto para transformar a vida dos alunos e comemorar positivamente o Dia Internacional de Nelson Mandela, celebrado anualmente a 18 de Julho. Esta data, que marca o dia do seu aniversário, foi instituída pelas Nações Unidas para homenagear as conquistas de Mandela, e reconhecê-lo por colocar a sua vida a serviço da humanidade.

Com esta oferta, a Vodacom mantém o desejo de transformar Moçambique numa sociedade digital, através da promoção da conectividade nos estabelecimentos de ensino. A sala está equipada com 20 computadores e respectivos UPS, internet gratuita, bem como um sistema de climatização, para melhor conservação dos equipamentos alocados à escola e abre espaço para que as aulas de TIC passem da teoria à prática, num contexto em que o acesso e o desenvolvimento de competências digitais se têm mostrado fundamentais para o sucesso escolar, académico e profissional.

Simon Karikari, Director-geral da Vodacom Moçambique, afirmou: “A nossa missão é contribuir para a inovação tecnológica no ensino em Moçambique e acreditamos que o primeiro passo para que isso aconteça é, justamente, o acesso à internet e a um computador. Com o programa Faz Crescer, a Vodacom está a dar vida ao seu propósito de ligar as pessoas e fazer crescer Moçambique, criando as condições necessárias para que alunos e professores possam ter mais acesso à informação e a conteúdos didácticos, e digitalizar as suas formas de ensinar e aprender, de modo a reforçarem os seus conhecimentos e competências, para poderem estar mais preparados para um mundo cada vez mais digital. Sabemos, no entanto, que o simples acesso a um computador e à internet não bastam para garantir que tudo isto aconteça. Por isso, contem connosco, pois queremos voltar com novas actividades, que fomentem o uso da sala de informática para o vosso crescimento”.

Por seu turno, Siphiwe Nyanda, Alto-comissário da África do Sul em Maputo, referiu que “Enquanto representação diplomática em Maputo, juntamo-nos a esta iniciativa por acreditar no poder transformador da inclusão digital no ensino e no desenvolvimento das nações. Se educarmos, hoje, as crianças com ferramentas tecnológicas de ensino, estaremos a construir um mundo com jovens preparados para o futuro, onde o domínio da digitalização é determinante para o desenvolvimento”.

Já o Director da Escola Secundária de Namaacha, Arrone Cumbane, agradeceu a iniciativa da Vodacom e disse que “O laboratório de informática vai ajudar os estudantes e toda a comunidade escolar a desenvolver novas formas de pensar, para além de ganharem habilidades digitais no ensino. Acreditamos que o desempenho dos nossos alunos irá mudar radicalmente”.

Os alunos e professores, os principais beneficiários dos equipamentos e da conectividade, não esconderam a sua satisfação em ver a sua escola apetrechada com meios de que tanto necessitam para o seu ensino, sobretudo na disciplina de Tecnologias de Informação e Comunicação.

Até ao momento, 67 estabelecimentos de ensino no país beneficiam da iniciativa Vodacom Faz Crescer, num total de cerca de 220.000 pessoas alcançadas, entre alunos, professores, gestores e comunidade escolar no geral.

O Faz Crescer representa o maior programa de investimento social da Vodacom, uma iniciativa, de entre várias, que permite à empresa materializar o seu propósito de promover uma sociedade digital inclusiva, assim como ligar as pessoas, para fazer crescer Moçambique.