Total e Governo assinam acordo sobre segurança

0 40

- Publicidades -

A empresa Total, operadora do projecto Mozambique LNG, e o Governo assinaram um memorando de entendimento que prevê a criação de uma Força-Tarefa conjunta para garantir a segurança das actividades do projecto de gás Mozambique LNG.

Para garantir a segurança nas áreas de actividade do projecto de exploração do gás natural liderado pela Total, na Área 1 da Bacia do Rovuma, será formada uma força-tarefa conjunta cuja logística estará ao cargo da própria companhia.

Caberá ao Governo garantir que o pessoal da Força-Tarefa que deverá ser criada actue de acordo com os Princípios Voluntários sobre Segurança e Direitos Humanos.

“Tendo em conta a situação de segurança na província de Cabo Delgado, a nossa prioridade é garantir a segurança dos nossos trabalhadores, muitos dos quais residentes nas comunidades vizinhas e das operações do projecto” – disse Ronan Bescond, director-geral da Total em Moçambique, em comunicado de imprensa enviado à nossa redacção.

Citado na nota, o Ministro dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela afirma que “este Memorando de Entendimento reforça medidas de segurança e esforços para criar um ambiente operacional seguro para parceiros como a Total, que permita o seu investimento contínuo na indústria moçambicana, para pequenas e médias empresas e para as nossas comunidades.”

Mozambique LNG é o primeiro projecto de gás natural liquefeito em terra do país e o mesmo inclui o desenvolvimento dos campos Golfinho e Atum localizados na Área 1 Offshore, bem como a construção de uma fábrica com duas unidades de liquefação com a capacidade de 13.1 milhões de toneladas de gás por ano.


 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.