Sasol financia reabilitação da ENI em Inhambane

0 30

- Publicidades -

 

 

A multinacional SASOL decidiu financiar a reabilitação de 35 km desde Phambarra a Mangungumete no valor global de 4 milhões de dólares. O Director Geral da SASOL Ovídeo Rodolfo diz que a multinacional apostou nesta reabilitação uma vez que a segurança é um dos valores daquela empresa.

Este acto significa o fim do martírio que era circular na Estrada Nacional Número 1, no troço Phambarra Save em Inhambane. Há muito que a estrada estava em avançado estado de degradação, tornando quase impossível a circulação naquele troço da mais importante via de acesso rodoviária do país.

A Administração Nacional de Estrada foi quem liderou a parte técnica do processo de reabilitação, facto que para a SASOL confere maior qualidade e durabilidade da infraestrutura.

Para o Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos Osvaldo Machatine, outras grandes empresas devem seguir o exemplo da SASOL.

“Estamos diante do cumprimento de um dever moral e ético de uma multinacional que actua no nosso país, neste caso a SASOL. Com a reabilitação desta estrada, a empresa não só estará a criar condições para o aumento dos seus resultados económicos, mas também para se encontrar com a sociedade” disse Osvaldo Machatine.

Aliás, é precisamente por esta razão que o governante espera que outras empresas, tal como a GINDAL em Tete bem como as multinacionais envolvidas nas operações de exploração de gás em Cabo Delegado, tenham a mesma sensibilidade que a SASOL.

Refira-se que o troço reabilitado está nas zonas em que opera a petroquímica SASOL.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.