Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique investe na reconstrução da linha para o Zimbabué

0 23

Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique investe na reconstrução da linha para o Zimbabué

A Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique (CFM) vai investir 200 milhões de dólares na reconstrução da linha de Machipanda para prestar melhores serviços e processar mais carga para os países em acesso ao mar, caso do Zimbabué, anunciou o presidente da empresa estatal.

A linha de Machipanda, com uma extensão de 318 quilómetros, ligando o porto da Beira ao Zimbabué, é crucial para a economia deste país e para a região centro de Moçambique, tendo sofrido estragos em algumas partes do percurso devido à passagem da tempestade tropical Idai.

O anúncio foi feito pelo presidente da CFM, Miguel Matabel, na cerimónia de início da entrada ao serviço de cinco novas locomotivas e 300 vagões-plataforma, usados no transporte de carga em contentor, ocorrida em Maputo na estação central da empresa, segundo a agência noticiosa AIM.

A CFM registou em 2018 um resultado líquido de 2,5 mil milhões de meticais (cerca de 40 milhões de dólares), tendo a carga processada nos terminais ferroviários geridos pela empresa, de 7,5 milhões de toneladas, representando um aumento de 19% comparativamente aos 6,3 milhões de toneladas contabilizados em 2017.

O sistema portuário global registou, em 2018, um crescimento de 4,5%, ao ter atingido cerca de 46 milhões de toneladas de carga processada, contra cerca de 44 milhões de toneladas em 2017.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com