Millenium bim apoia exposição “A Dança das Sombras”

5.321

- Publicidades -

A mostra reúne obras inéditas do artista moçambicano Butcheca e está disponível ao público até 18 de Setembro.

O Millennium bim e o Camões – Centro Cultural Português apresentam ao público até sexta-feira, 18 de setembro, a exposição a “A Dança das Sombras”, do artista plástico conhecido pelo nome artístico Butcheca, um dos nomes sonantes no cenário da arte contemporânea em Moçambique.

O apoio à cultura é uma das áreas de intervenção do Millennium bim, através do seu programa de responsabilidade social “Mais Moçambique pra Mim”. Neste contexto, o Banco tem apoiado inúmeras iniciativas artísticas que decorrem de norte a sul do país, contribuindo para a divulgação e protecção do legado histórico-cultural de Moçambique.

“A Dança das Sombras” é uma apresentação individual pública surpreendente do Butcheca, com a exibição de um conjunto de obras recentes. No projeto concebido para o espaço do “Camões”, o artista dá a conhecer as suas obras inspiradas no movimento, na dança, nos rituais, nas máscaras, identidades e culturas que pautam pela diversidade e simultaneamente por uma linha comum e única.

Para o Presidente da Comissão Executiva do Millennium, José Reino da Costa “a promoção das artes nacionais e o apoio ao desenvolvimento da cultura moçambicana é um dos pilares de atuação do programa de responsabilidade social do Millennium bim. Neste sentido, é com satisfação que apoiamos a exposição do artista Butcheca que procura enaltecer os valores da nossa sociedade, representada em obras que comportam todo vigor técnico e criativo do nosso artista, sem descurar a exaltação feita às expressões, sentimentos e sensações”.

Este projeto integra a 3ª edição do Festival Gala Gala, iniciativa que junta na mesma semana (12 a 18 de setembro) a programação de vários espaços culturais na Cidade de Maputo. Com este apoio à exposição “A Dança das Sombras” o Millennium bim reforça o seu compromisso de contribuir activamente para a promoção da cultura moçambicana privilegiando diversas iniciativas de divulgação do património e a interdisciplinaridade artística como também o apoio a diversos projetos de âmbito cultural de entidades que se constituem como referência no panorama cultural nacional.