Millennium bim anuncia disponibilidade de 30 mil milhões de meticais para apoio à economia

16.041

- Publicidades -

A primeira edição das “Jornadas Empresariais do Millennium bim” juntou, cerca de 200 empresários no Sena Hotel, na cidade da Beira, Província de Sofala, com o objectivo de partilhar experiências e encontrar soluções para os desafios que se impõem ao desenvolvimento das Pequenas, Médias e Grandes Empresas naquela província, num esforço onde o banco enaltece o seu compromisso enquanto instituição financeira de referência, no apoio às empresas de Moçambique.

O fórum, que foi marcado por um franco, amplo e incisivo diálogo com os empresários, decorreu em formato híbrido e contou com um painel rico, composto pelos principais players do mercado, onde foram partilhadas experiências de sucesso e oportunidades locais. No evento, o Millennium bim manifestou a sua vontade de continuar a apoiar o desenvolvimento sustentável das empresas, através das suas soluções e serviços inovadores e, anunciou a disponibilidade de mais de 30 mil milhões de meticais para apoio à economia, devido à elevada liquidez e robustez do seu balanço.

Na ocasião o presidente da Comissão Executiva do Banco, José Reino da Costa, realçou ” assistimos um debate muito franco e aberto em que foi possível identificarmos os vários desafios que nos são impostos, no entanto, foram igualmente colhidas algumas soluções com muito pragmatismo, visando sempre a realização plena e o desenvolvimento do potencial da região da província de Sofala” Reino da Costa afirmou ainda que “se observarmos o sistema estatístico financeiro de Moçambique, o que se verifica é que os bancos tem se tornado mais prudentes nos últimos anos, e este aspecto  traduz-se numa menor concessão de crédito, uma vez que os riscos são maiores e os bancos, no sentido de proteger o dinheiro dos seus clientes, tornam-se mais cautelosos. Porém, nós como Millennium bim, havendo projectos promissores devidamente concebidos, reiteramos o nosso compromisso em continuar a apoiar o desenvolvimento económico do país”, concluiu.