Governo de Moçambique investe 900 milhões de meticais na construção de postos de abastecimento de combustíveis de Energia

0 73

- Publicidades -


O governo de Moçambique vai gastar 900 milhões de meticais (13,3 milhões de dólares) na construção de 30 postos de abastecimento de combustíveis nas regiões norte, centro e sul do país, no presente quinquénio, informou o presidente do Fundo Nacional de Energia (Funae).


António Saíde prestou a informação no decurso da cerimónia de inauguração de um posto de abastecimento de combustíveis no posto administrativo de Chalaua, distrito de Moma, província de Nampula, inserido nas acções programadas aos primeiros 100 dias do actual ciclo de governação.


A execução deste projecto será efectuada pelo Funae, instituição tutelada pelo Ministério dos Recursos Minerais e Energia que promove o acesso aos combustíveis e energia eléctrica junto das populações residentes nas zonas recônditas do país.


A construção dos postos de abastecimento de combustíveis será efectuada com recurso a receitas próprias, estando previstas para 2020 seis áreas, nomeadamente nos distritos de Mecubúri e Meconta (Nampula), Metuge (Cabo Delgado), Alto-Molócuè (Zambézia), Mapai (Gaza) e Vilankulos (Inhambane).


Desde a instituição do Incentivo Geográfico, linha orçamental criada, em 2008, para aumentar o acesso aos combustíveis líquidos pelas populações que vivem nas zonas rurais, foram construídos 96 postos de abastecimento de combustíveis, sendo que Nampula é a província que conta com maior número de unidades, 15.


Zambézia, a segunda província mais populosa do país, conta com um total de 14 pontos de abastecimento e Niassa, a província mais extensa, com 11. A província de Maputo tem apenas três.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.