Galp disponibiliza gás aos centros hospitalares
equipados para combate à COVID-19

0 66

- Publicidades -


A Galp doou 5 toneladas de gás de botija para o abastecimento dos 17 Centros Hospitalares de Primeira Linha no Combate e Tratamento da COVID-19 espalhados por todas as províncias de Moçambique.


Este plano arrancou, no terreno, com a entrega das primeiras botijas de gás (GPL) em Maputo, sendo que a distribuição é extensiva a todo o país e vai decorrer até ao final do corrente mês de Abril. Hoje, a entrega será feita nas províncias de Sofala, Cabo Delgado, Nampula, Niassa e Zambézia.


O protocolo entre a Galp e o Ministério da Saúde (MISAU) foi celebrado entre o Director Nacional de Saúde, Ussene Hilário, e Francisco Ferreira, responsável operacional da Galp Moçambique, abrangendo as unidades de saúde prioritárias identificadas pelo MISAU.


Esta actividade vem no seguimento de várias outras iniciativas de apoio ao sector da saúde e a instituições públicas na luta da prevenção contra a COVID-19 desenvolvidas nas províncias de Cabo Delegado e Nampula, com destaque para as que foram promovidas em parceria com a ONGD HELPO.


Nesse âmbito, foram desenvolvidas acções de sensibilização comunitária em 16 centros de acolhimento em ambas as províncias, tendo sido abrangidas mais de 70 mil pessoas entre crianças e jovens, assim como vários utentes de unidades de saúde e beneficiários de programas de reabilitação nutricional.


O referido apoio inclui também a distribuição de materiais de higiene tais como: sabão, lixívia, baldes com torneira, máscaras, termómetros ultravermelhos e luvas descartáveis. São igualmente realizadas actividades de sensibilização às populações e funcionários nos centros de acolhimento para os cuidados a ter em relação à higiene pessoal e dos espaços. 


Assim que eclodiu o surto da pandemia da COVID-19, a Galp tomou medidas restritivas de contacto pessoal a nível global, incluindo em Moçambique. Contudo, os postos de abastecimento mantêm-se em funcionamento e sem constrangimentos, assim como todas as suas actividades operacionais. No entanto, foram redobradas todas as medidas de higienização e limpeza das zonas mais críticas de contacto com os clientes.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.