CFM adquire novas máquinas de manutenção de linhas

0 34

- Publicidades -

 

 

Em cumprimento do seu plano Estratégico 2018-2020, a Empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) adquiriu, recentemente, novas máquinas modernas para a manutenção das Linhas Férreas dos sistemas Centro e Sul do país, cuja cerimónia de inauguração teve lugar no dia 10 de Julho corrente e foi presidida pelo Ministro dos Transportes e Comunicações, Janfar Abdulai e testemunhada pelos Membros do Conselho de Administração, Imprensa e trabalhadores da Empresa.

Trata-se de duas Reguladoras e igual número de Atacadeiras que se destinam a regular a banqueta e correcção da ferrovia cuja entrada em funcionamento vai aumentar a capacidade de carregamento e velocidade dos comboios de mercadorias e passageiros nas linhas.

Segundo o Ministro dos Transportes e Comunicações, Jafar Abdala, esta aquisição fortalece a expectativa do Governo de que a Empresa CFM continua empenhada para a superação dos resultados positivos que tem estado a registar, e com isso, continuar a contribuir para o desenvolvimento do nosso País.

O governante recordou que na região sul decorrem intervenções de vulto na linha férrea de Ressano Garcia e, na Região Centro está em reabilitação a linha férrea de Machipanda por forma a dotá-la, igualmente, de maior capacidade de resposta à demanda das cargas dos países de interland.

“Para além da componente de infra-estruturas que vão conhecer melhorias com o uso deste equipamento adquirido, continuam os nossos incansáveis esforços para a aquisição de 90 carruagens, trezentos vagões e cinco locomotivas de forma a responder à crescente demanda de carga e transporte de passageiros”, acrescentou Janfar Abdulai.

Por seu turno, o Presidente do Conselho de Administração dos CFM, Miguel Matabel assegurou que a aquisição desta destas máquinas que custaram cerca de 6 milhões de dólares norte-americanos (fundos próprios da Empresa), vai permitir o ataque mecânico das linhas férreas, contribuindo para a redução do tempo necessário para a reparação das mesmas. Acrescentou que, com a uma reparação mecânica de qualidade, as novas máquinas vão também contribuir para a redução dos descarrilamentos das locomotivas, minimizando os prejuízos para a Empresa.

Com a utilização deste meios mais modernos para a reparação e manutenção das linhas, os comboios poderão circular dentro das suas capacidades o que irá aumentar o número de comboios e circulação e, consequentemente, a produtividade da Empresa.

Para assegurar o manuseamento e manutenção das novas máquinas, 18 Colaboradores da Empresa, entre operadores de máquinas e técnicos de manutenção beneficiaram, em Fevereiro último, em Maputo, de um curso de capacitação promovido pela empresa sul-africana fornecedora das máquinas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.