BCI, FMO e Proparco disponibilizam USD 50 milho￵es de credito

0 60

- Publicidades -

 

O BCI rubricou, na sexta feira, dia 17, com a Proparco e o FMO, entidades multilaterais francesa e holandesa, respectivamente, um contrato que visa o financiamento de uma Linha de Credito de USD 50.000.000, para o apoio a projectos associados ao sector de infraestruturas e ¢s grandes empresas em Mo￧ambique.
Os documentos foram rubricados pelos administradores do BCI, Pedro Ferraz Reis e Manuel Soares; pelo representante da Proparco, Thomas Eloy (Head of Debt Department); e pelos representantes da FMO, Margarita Villalva (Manager Legal) e Angélica Ortiz de Haas (Manager Financial Institutions), num encontro de carácter virtual, devido ao actual contexto da pandemia do novo Coronavirus.
Fundada em 1977 na Franca, a Proparco ← uma instituição de desenvolvimento, subsidiaria da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), focada no desenvolvimento do sector privado, que visa promover apoio via financiamento a neg￳cios e instituico￵es financeiras em África, Ásia, América Latina e Médio Oriente.
O FMO (Nederlandse Financierings?Maatschappij voor Ontwikkelingslanden N.V.) ← um banco de desenvolvimento, fundado em 1970, na Holanda, que visa investir em mercados emergentes, através de sectores como agro-nego￳cios, energia e instituico￵es.
Fundado em 1996, O Banco Comercial e de Investimentos (BCI) ← uma das principais institui￧￵es financeiras de Moçambique, mantendo, hoje, a posição cimeira do Sistema Bancário no que diz respeito aos volumes de Credito, Depo￳sitos e activos, e com a maior rede comercial do pais, operando através de 210 unidades de neg￳cio. O BCI tem como um dos seus principais vectores estratégicos o apoio ¢e Pequenas e Medias Empresas (PME), oferecendo um conjunto de soluco￵es visando responder aos grandes desafios que este Segmento de mercado tem enfrentado no seu dia?a?dia, tendo em conta o Cenario empresarial mocambicano. Desenvolve, ainda e entre outros, produtos e serviços que procuram: responder ao crescimento do pais; financiar ou participar no financiamento de projectos estruturantes e de grande dimensao nacional; participar activamente na inclusao financeira e na bancarizacao da economia.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.