BCI doa de meios de protecção ao Instituto Agrário de Boane

0 28

- Publicidades -


O Instituto Agrário de Boane (IAB), em Maputo, recebeu, na quarta-feira dia 5 de Agosto, do BCI, um lote de meios de proteção e de higienização composto por estruturas metálicas e respectivos recipientes, que permitem higienizar usando pedais; centenas de máscaras faciais e dezenas de viseiras.


Em representação do BCI, Henrique Macamo, gerente afecto à agência de Boane, afirmou que com a oferta o Banco pretende dar o seu contributo nos esforços que estão a ser desenvolvidos naquela instituição de ensino técnico, no actual contexto. E encoraja o Instituto a “continuar a ser um vector importante na prevenção contra a pandemia, criando condições para que professores, estudantes e funcionários administrativos possam exercer a sua actividade num ambiente cada vez mais saudável”.


A directora do IAB, Rosalina Macie, expressou, por seu turno, satisfação pelo gesto de solidariedade do Banco: “é nosso propósito honrar a confiança que depositaram em nós, ao escolherem a nossa instituição para a atribuição destes materiais. Acreditamos que fazer o melhor uso possível dos recursos atribuídos constitui a melhor forma de honrar quem nos distingue com o seu apoio” – disse.


Já João Chambal, chefe de repartição de administração e planificação, em representação dos serviços distritais de educação juventude e tecnologia de Boane, louvou igualmente a iniciativa, acrescentando que “como sabem esta instituição tem alunos em regime de internato. Quando voltarem estarão ainda mais seguros e provavelmente o processo de ensino e aprendizagem poderá decorrer de forma mais agradável e com mais segurança”.


Refira-se que o IAB existe desde 21 de setembro de 1988 e está vocacionado para a formação de técnicos médios agro-pecuários. Actualmente conta com 420 formandos, 38 formadores e 30 funcionários administrativos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.