Arrancou a 16.ª Edição do Torneio Mini Basquete Millennium bim no norte do país

4.360

- Publicidades -

A 16ª edição do Torneio Mini Basquete Millennium bim arrancou este mês nas cidades de Nampula, Nacala, Lichinga e Pemba, no norte do pais. Com a participação de um total de 1220 crianças, dos 6 aos 11 anos de idade, é um evento desportivo que tem como objectivo incentivar a prática desportiva juvenil em prol do seu desenvolvimento saudável e bem-estar.

Nesta edição, o evento terá a duração de 5 semanas e vai ter lugar em 13 cidades do país: Maputo, Matola, Xai-Xai, Inhambane, Manica, Nacala, Nampula, Chimoio, Beira, Lichinga, Quelimane, Pemba e Tete. Organizado por zonas, o torneio vai decorrer em 3 fases nas zonas Sul, Centro e Norte, a realizar-se em momentos diferentes.

A 16.ª edição do Torneio Mini Basquete Millennium bim, para além de exaltar a prática desportiva, incluirá igualmente um conjunto de actividades lúdicas paralelas como o xadrez, palestras sobre saúde oral, segurança rodoviária, expressão plástica, entre outras.

Para o Presidente da Comissão Executiva do Millennium bim, João Martins, trata-se de uma iniciativa “muito importante para o desenvolvimento de hábitos saudáveis nas crianças e nos jovens, funcionando também como uma plataforma de promoção do desporto nacional, das equipas técnicas e monitores envolvidos no projecto. Orgulhamo-nos de contribuir activamente para a formação destas crianças, numa iniciativa divertida que traz consigo valores humanos e sociais como a empatia, a solidariedade e o espírito de trabalho em equipa”.

O Torneio Minibasquete Millennium bim tem sido um veículo de transmissão de valores, princípios e referências de nomes que poderão destacar-se profissionalmente no basquetebol nacional e além-fronteiras.

Esta iniciativa está inserida no Programa de Responsabilidade Social “Mais Moçambique pra Mim” do Millennium bim, que tem vindo a implementar diferentes iniciativas quer a nível social, cultural, desportivo, ambiental assim como educativo, em prol do bem-estar social dos moçambicanos, com ênfase na camada infantil e juvenil.