35 Novos Voluntários, Promotores de Saúde Comunitária do Corpo da Paz prestam juramento em Maputo

Um grupo de 35 Voluntários Promotores de Saúde Comunitária prestou juramento recentemente em Maputo, numa cerimónia que contou com a presença do embaixador dos Estados Unidos da América para Moçambique, Dennis W. Hearne, da Directora do Corpo da Paz em Moçambique, Ellen R. Eiseman, da Directora de Planificação e Cooperação do Ministério da Saúde, Dra. Marina Karagianis, e do Secretário Permanente do Distrito de Namaacha, Rafael Manhique. Estiveram ainda presentes vários representantes de entidades governamentais e instuições parceiras.

 

Os 35 Voluntários Promotores de Saúde Comunitária foram colocados em oito províncias, junto a várias unidades sanitárias e hospitais rurais que trabalham principalmente na prevenção do HIV-SIDA nos jovens. Entre os vários parceiros do Corpo da Paz, o Plano de Emergência do Presidente dos E.U.A. para o Alívio do SIDA (PEPFAR) é o principal no que concerne ao apoio ao Programa de Saúde Comunitária em Moçambique. Os Voluntários irão trabalhar lado-a-lado com os seus homólogos Moçambicanos, contribuindo assim para a melhoria dos resultados da saúde dos jovens no país.

 

Na mensagem que proferiu durante o evento, a Dra. Marina Karagianis, Directora de Planificação e Cooperação do Ministério da Saúde, disse “Nas diferentes frentes do desenvolvimento sócio-económico do país, nós podemos contar sempre com o apoio do povo Americano que colocou sempre à disposição de Moçambique o seu saber técnico, científico e profissional.”

 

O Embaixador dos Estados Unidos, Dennis W. Hearne, agradeceu o povo Moçambicano dizendo “Quero reconhecer que o Corpo da Paz não funcionaria sem o apoio incansável do pessoal moçambicano que assiste e cuida diariamente dos nossos voluntários.”

 

O Corpo da Paz dos Estados Unidos foi estabelecido como uma agência governamental independente pelo Presidente John F. Kennedy em 1961, com o objetivo de promover a paz e amizade mundial. Através do Corpo da Paz, cidadãos Americanos oferecem-se para trabalhar voluntariamente por dois anos, em vários países do mundo. Actualmente, o Corpo da Paz encontra-se a trabalhar em mais de 60 países, principalmente nas áreas de saúde e educação. Em Moçambique, o Corpo da Paz trabalha nestes dois sectores, a convite do Governo de Moçambique, através de acordos com o Ministério da Saúde (MISAU) e com o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH). Desde 1998 e até à data, mais de 1.300 Voluntários já serviram em Moçambique.