Access Bank doa bens à oncologia do Hospital Central de Maputo

1.029

- Publicidades -

 No âmbito da iniciativa Novembro Azul, o Access Bank Mozambique doou produtos de higiene e eletrodomésticos ao Serviço de Oncologia do Hospital Central de Maputo. A iniciativa teve como objectivo sensibilizar sobre o cancro da próstata, uma doença que afeta o sexo masculino.

A campanha de doação de bens para doentes oncológicos, feita com o apoio da Casa Rosa, estendeu-se a homens e mulheres e incluiu kits de higiene como sabonetes, pasta e escova de dentes, pensos higiénicos, capulanas e lenços. Foram ainda entregues àquele hospital eletrodomésticos como televisões, geleira, máquina de lavar e micro-ondas. O objectivo é proporcionar algum conforto aos pacientes que lutam contra a doença.

O Banco realizou, durante todo o mês de Novembro, diversas iniciativas de consciencialização, alertando e envolvendo todos os seus colaboradores nesta luta. Para além da oferta de laços azuis, os funcionários foram convidados a vestirem-se de azul todas as sextas-feiras. Foi também partilhada informação sobre aquele tipo de cancro, explicando os sintomas, causas e formas de tratamento.

Em parceria com a Associação Renascer, o Access Bank realizou ainda uma palestra sobre o cancro da próstata, onde foram abordados diversos temas relacionados com a doença, realçando-se a necessidade de os homens estarem mais atentos e cuidarem da sua saúde. A palestra teve como oradores o urologista Igor Vaz; a médica ginecologista Carolina Araújo; e a activista Marisa Martins. O colóquio contou ainda com o testemunho de Hélder Fumo que superou um cancro da próstata.

Flodio Chelele, Chief Financial Officer do Access Bank Mozambique, acompanhou a entrega de donativos no Hospital Central de Maputo, considerando que “ao envolver-se nestas causas, o banco pretende contribuir para uma sociedade mais informada sobre a temática, ajudando no combate à doença e alertando para a importância da realização de um diagnóstico precoce, aumentando assim a probabilidade de cura para os pacientes”. “Esta é uma luta de todos à qual o Access Bank também se junta de forma solidária”, referiu ainda o mesmo responsável.

Já em Outubro, o Access Bank Mozambique se tinha juntado à campanha internacional ‘Outubro Rosa’ para a prevenção do cancro da mama e do colo do útero, levando também a cabo diversas acções de sensibilização.

Estas acções enquadram-se no âmbito da Responsabilidade Social e do compromisso que o Access Bank assumiu com Moçambique.

De acordo com o Programa Nacional de Combate ao Cancro, do Ministério da Saúde, 6,4% dos casos de cancro diagnosticados no país são da próstata, sendo que a testagem é tida como um grande tabu entre os homens. Consciente desta realidade, o Access Bank junta-se mais uma vez a uma causa universal.